blog-da-mari-meditação
Bem Estar

Como fazer da meditação sua aliada para combater a insônia?

Instrutora de meditação fala sobre os benefícios da prática da meditação e, de quebra, ensina como ter uma boa noite de sono

Rotina agitada, stress e preocupações têm atrapalhado sua noite de sono? A dificuldade para adormecer ou permanecer dormindo são sintomas de um distúrbio que acomete milhões de pessoas em todo o mundo. Portanto, para ajudar a combater a insônia, além de procurar um especialista que indique o melhor tratamento, vale incluir a meditação na lista de aliados do dia a dia.
Independentemente da forma como é realizada – se por meio da atenção plena (mindfulness) ou de meditação guiada -, os benefícios da prática estão diretamente ligados à reserva de um tempo para si, deixando todas as inquietações, ansiedades e medos de fora.

Meditação para insônia: o relaxamento para dormir bem

Pretende abrir espaço na rotina para a prática da meditação, mas ainda não consegue sustentar o silêncio e a atenção plena? A instrutora de meditação Vanessa Ruiz, da Escola da Aura, na Bahia, aconselha recorrer aos benefícios da meditação guiada. Além de contribuir para o exercício da criatividade, ela facilita a tomada da concentração. Aplicativos, como o Meditação Natura, estão à disposição para guiar você nessa jornada.

“Muitas vezes o próprio som da voz de quem está guiando traz tranquilidade. Você vai criando as imagens sugeridas e acaba trabalhando também a audição”, explica Vanessa, que ressalta a importância de cada um encontrar a meditação que melhor funciona para si.

Além de oferecer tranquilidade, maior atenção e concentração, a meditação tem o poder de desativar a função do Sistema Nervoso que reage a situações de perigo, ativadas pelas preocupações e stress cotidianos.

“Com ela, aprendemos a observar nossos pensamentos e deixamos de ser reféns deles. Assim, não reagimos, mas passamos a agir em relação àqueles que habitam a nossa mente. Dessa forma, entendemos que eles fazem parte, mas não podem nos tomar por inteiro”, diz ela.

Seus problemas, de onde vêm?

Antes de conseguir solucionar os problemas, porém, Vanessa alerta ser necessário entender de onde eles vêm. Mudar essa percepção é fundamental para conseguir atingir bons resultados com a meditação para insônia.

“A gente não combate a insônia, mas a acolhe. Só assim conseguimos entender de onde ela vem. Essa é uma parte fundamental para integrar as dificuldades. Assim, a meditação trará tranquilidade, e deixará de lado o desespero por não conseguir dormir. O resultado é permitir que o sono chegue”, afirma.

A insônia também pode ser causada por transtornos de ansiedade ou ainda pode ser consequência de outras doenças psiquiátricas, como a depressão. Por isso, se o problema persistir e estiver afetando sua qualidade de vida, procure um especialista. Dependendo do diagnóstico, o médico indicará o melhor tratamento, que pode sim ter a meditação como parte do processo de cura.

Esvaziar a mente para dormir bem

Para deixar a insônia para trás e ter uma boa noite de sono, outra dica de Vanessa é esvaziar a mente com o auxílio da escrita terapêutica.

“Tenha um diário e, antes de dormir, registre ali as suas preocupações. Finalize com pelo menos três agradecimentos. Essa entrega pode acalmar a mente”, sugere Vanessa.

Visualizar uma luz azul também pode ajudar a trazer calma. “Com ela em mente, direcione a atenção e a intenção de relaxamento para cada parte do corpo, percorrendo dos pés ao couro cabeludo, passando por todas as regiões do corpo, inclusive as que acabam passando despercebidas no dia a dia, como a língua, a nuca e os olhos”, ensina. E não se esqueça de repetir a prática regularmente, de preferência todos os dias.

Terminou e não dormiu? Calma! O aprendizado está em acolher a situação do momento e evoluir com o tempo.


A Natura lançou um app que vai te ajudar a meditar (disponível para android e ios), confere aqui!

blog-da-mari-meditação

Você pode gostar também...

1 comentário

  1. […] Leia também: Como fazer da meditação sua aliada para combater a insônia? […]

Deixe um comentário